Novas Medidas de Apoio aos Estudantes-Trabalhadores

May 29, 2023

Resumo

As leis em Portugal já conquistaram avanços significativos no apoio aos trabalhadores-estudantes. Embora estas medidas ajudem um percentagem dos jovens, muitos ainda são prejudicados. Novas medidas entram em vigor a 1 de Maio.

Para ti que és estudante trabalhador, temos um comunicado importante pra partilhar convosco!

Recentemente, foi implementada uma nova medida que permite aos estudantes somar bolsas ao seu salário, oferecendo até 14 salários mínimos por ano. Neste artigo, iremos explorar detalhadamente esta mudança e como ela pode beneficiar diretamente vocês estudantes em Portugal.

A dificuldade de conciliar estudos e trabalho: Aqueles que se aventuram a conciliar os estudos com um emprego sabem o quão desafiador pode ser. Antes desta nova medida, os estudantes enfrentavam restrições que os impediam de acumular bolsas de estudo juntamente com o salário do trabalho. Esta situação muitas vezes limitava a obtenção de uma renda estável e dificultava a aquisição de experiência profissional durante os anos de estudo.

A nova medida: A boa notícia é que agora os estudantes têm o direito de receber bolsas de estudo e, ao mesmo tempo, receber remuneração pelo trabalho que realizam. Esta mudança representa uma oportunidade significativa, permitindo que os estudantes tenham uma fonte adicional de renda enquanto se dedicam aos estudos. A possibilidade de somar bolsas ao salário oferece aos estudantes a chance de obter um salário justo e, ao mesmo tempo, aprimorar os seus conhecimentos teóricos e práticos.

Impulsionando o empreendedorismo estudantil: Além disso, esta nova medida também estimula o empreendedorismo entre os estudantes. Aqueles que desejam iniciar o seu próprio negócio poderão receber bolsas de estudo e obter rendimentos provenientes das suas atividades empreendedoras, desde que estejam matriculados em instituições de ensino reconhecidas. Esta medida tem como objetivo incentivar a criatividade, a inovação e o crescimento econômico, oferecendo aos estudantes a oportunidade de desenvolver habilidades empreendedoras e tornarem-se agentes de mudança na sociedade.

A importância da conciliação entre estudos e trabalho: A possibilidade de somar bolsas ao salário até 14 salários mínimos por ano é um grande avanço para promover a conciliação entre estudos e trabalho. Esta flexibilidade financeira permite que os estudantes dediquem tempo e energia suficientes ao desenvolvimento académico, ao mesmo tempo em que garantem uma fonte de renda para enfrentar as despesas do dia a dia e os custos relacionados aos estudos.

Apesar de boas notícias, essa mudança é apenas o começo. Reconhecemos que ainda há muito trabalho a ser feito para garantir benefícios para todos os trabalhadores estudantes em Portugal. Estamos cientes das dificuldades que muitos enfrentam e a falta de ajuda por parte do governo.

Por isso, convidamos todos os estudantes portugueses a juntarem-se a nós no movimento #jovens_indepentes. Acreditamos que, ao unirmos forças, podemos fazer a diferença e moldar um sistema mais benéfico e favorável aos estudantes. Estamos comprometidos em continuar a lutar por melhores condições, oportunidades iguais e um futuro promissor para todos!

O caminho pode ser desafiador, mas juntos podemos superar obstáculos e alcançar mudanças reais. A UniLinkr está ao vosso lado, apoiando-vos e trabalhando incansavelmente para garantir um futuro brilhante para todos os estudantes portugueses.

Juntem-se a nós neste movimento, onde a voz de cada estudante é ouvida e onde juntos construímos um futuro melhor.
O futuro está nas nossas mãos - vamos agir e fazer a diferença!


Para saber mais sobre a petição: https://www.unilinkr.net/movimento-jovens-independentes
Para assinar a petição: https://linktr.ee/jovens_independentes

#jovens_independentes
Assina a nossa petição
Inscreve-te na Unilinkr
Inscrição Estudantes

Movimento #jovens_independentes

A legislação atual cria fortes desincentivos que impedem muitos jovens de arranjarem trabalhos pontuais / part-times.  
Criamos uma petição para **mudar** esta situação.